É muito frustrante ver pessoas ingratas e sem emoções nos dias

27 de Fev / 2018
Falta de paciência. Irritação. Choro sem explicação. Medo. Pensamentos confusos. Amor na contramão. Tantas coisas ao mesmo tempo, e só você mesmo para dar conta de toda situação. Ninguém é de ferro, e todo mundo pode dar conta de viver.



Não adianta sofrer por antecedência, querer tudo perfeito, planejar a melhor saída e buscar explicação onde não existe, porque quando sua ansiedade fala mais alto, tudo desmorona. Somos pessoas ansiosas querendo comer o mundo. A ansiedade nos escraviza e nos limita. Além de mexer com o ritmo de vida, deixa traços no nosso corpo e na nossa rotina. Não tem como não se envolver por dias ansiosos, mas estar sofrendo com a ansiedade é hora de procurar um especialista.

Ansiedade, uma pressa sem explicação, não se resume apenas a roer unhas, comer os cantos dos dedos, balançar as pernas, arrancar os cabelos, sentir o coração batendo forte e rápido, perder o sono… estes sintomas são alertas, mas tem tantos outros que sentimos e não damos conta que estamos em estado de ebulição: falta de ar, procrastinação do que precisa ser feito, preocupação, medo constante, dificuldade de concentração, dor de barriga, etc. São tantos sintomas variados e tantas pressas para nada, que acabamos nos envolvendo nessa pressa de corpo e mente e à toa.

Todo mundo já sentiu algum tipo de ansiedade, teve vontade de desaparecer, sentiu fora do eixo, ficou deprimido, chorou escondido debaixo do chuveiro, engoliu um segredo e fingiu que estava tudo bem, porque ser humano é também ser estranho.

Nem sempre temos explicações para os dias estranhos, para o que sentimos, para as aflições que enfrentamos, para as desinquietações que nos confrontam, mas não podemos perder a graça de existir e viver adoidado. É muito frustrante ver pessoas ingratas e sem emoções nos dias.

Quando não estamos dando conta de existir, ou que sentimos aquela fadiga desesperadora de não estar satisfeito, ou que não sentimos completos, decretar falência e procurar ajuda, é a melhor situação. A ansiedade precisa de colo, tratamento, paciência e entendimento. Saber lidar com a falta de controle, tudo acelerado e fora de órbita, exige uma vontade de sair de tantos sintomas estranhos e dar um basta em tudo que nos atrapalha para vivermos de fato.



Letícia Balduino

CRP 09/8366 Psicóloga Clínica graduada pela Unip/GO, Pós-graduada em Trânsito credenciada pelo Detran, Pós-graduada em Neuropsicológica, Avaliação Neuropsicologica ( criança, adolescentes e adultos ), Problemas no aprendizado; Dislexia; Transtorno de déficits de atenção e hiperatividade (TDAH); Distúrbios mentais; Perda de habilidades motoras; Transtorno cognitivo leve; Demências e/ou diagnóstico diferencial para depressão; Alteração cognitiva após AVC (Acidente Vascular Cerebral) e após TCE (Traumatismo Crânioencefálico), Tutora Cogmed ( treinamento de Memoria Operacional ), Orientação Vocacional, Curso em ênfase em Educação Especial e Distúrbios de Aprendizado, Curso em ênfase na Terapia Cognitivo Comportamental para depressão, transtornos do humor, alimentares, ansiedade, fobias, estresse, dependência química e adicções contemporâneas, Psicoterapia individual com crianças, adolescentes e adultos.

Create Account



Log In Your Account