Hoje com a inclusão digital tá difícil estabelecer uma divisórias entre erotismo, pornografia e mal estar para as tradicionais famílias

30 de Out / 2017
Em tempos de exaustivos e cansativos de comentários iguais sobre nudez versus arte, onde comentaristas de primeira(?) estancia ( manda fazer uma redação em sala de aula pra ver, rs)  dando pinta como  anônimos se confundem com a destreza de quem, na aula de Arte dormiam, ou nem mesmo davam importância e hoje se acham guardiões tanto quanto críticos ferrenhos. Nessa leva prefiro dizer preciosos ridículos(o que seria de nos sem eles ). Tá bom , serão estudados no futuro, kkk, sabe lá neh!
 
 
Afinal...Pornografia? Erotismo? Tudo isso mais um pouco a seu gosto. E querem apimentar com misticismo e religião( pode um execração disso?). O falo ( leia-se em vários dialetos: pênis, pene, rola, jeba, mastro, pica, cacete, pau, pinto, Bráulio...)  para os romanos e para outros povos da Antiguidade era algo mágico , símbolo do poder de fertilizar  e também de dominar. Ter um pênis esculpido na entrada da casa servia para dar sorte. Hoje, eles estão em qualquer dimensão no Instagram ( que se popularizou ate d+ pro meu gosto, que pena ) e em blogs voltados pra sexo em categorias, tipo x-videos ou Pornhub, entre inúmeros crescentes. Afinal, sexo vende, e muito. Imagina hoje na casa dos grã-finos daqui ou acolá um “falo” em riste no hall  principal da morada da classe que se considera rica? Um ogro ficaria corado e iria esbravejar com um português de péssima concordância nos comentários: é pedofilia de criança!!! E dá-lhe pleonasmo vicioso. 
Hoje com a inclusão digital tá difícil estabelecer uma divisórias entre erotismo, pornografia e mal estar para as tradicionais famílias ( aquela que o marido desce o cacete na mulher, come a empregada, assedia o amigo do filho  e a mulher não denuncia e isso não é abusivo, segundo muitos. Não vi ainda uma manifestação intransitiva e internautica sobre. Afinal, é o império dos sentidos. Quase na temperança daquele filme famoso dos anos 70, que por sinal se tornou cult.
 
 
Estamos em pleno século o queeeee? Perdido estou, melhor dizer que estamos voltando pra Idade Media onde a 3º Guerra Mundial está fadada já e justificada : A Intolerância!
Pergunta pros anônimos exaustos comentaristas de inclusão digital sobre Mesopotâmia ou sobre  a atuação de Mira Sorvino no filme  “Poderosa Afrodite”, de Woody Allen. 
Xiiiiii...complicou...
E olha que eu nem citei que devemos a palavra lesbianismo a ilha grega de Lesbos, onde vivia a poetisa Safo.
Xiiiii...piorou...
Amoooooooorrrr...volta ai pra nós a música  de Marilia Mendonça, e paga outra gelada! Eu to vendo aqui se ganhei mais likes naquela minha foto com a roupa que comprei e fui na festa com ”kazamigas”
Anda logo, a cerva...





Dan Jr.

Analista de comportamento. Nasceu em Pires do Rio. Professor Biologia/Quimica de Ensino Médio. Biomédico por formação, especialista em Hematologista, mas é na tecnologia midiática que mais sente a vontade. Idealizador do site DANNEWS por 10 anos. Fotografo autodidata. Teve programa diário de Radio na Pires do Rio FM( hoje Lider FM ) que se chamava “DANAÇAO”. Fan de jornalistas, e tem como musos Erika Palomino, Ricardo Boechat entre vários. Colaborou por 5 edições a Revista Inusitta. Hoje ta finalizando o Coach de uma lojas e já promoveu um desfile babadeiro da Loja Princesinha. Prepara pra Julho sua estréia com You Tuber no canal DAN TALK SHOW, que vai transitar por entrevistas, documentário, e comportamento. Quando perguntam como se define ele expressa: “ Sou cosmopolitan”

Create Account



Log In Your Account