Além de toda essa problemática, ainda existem os falsários de terrenos, que vendem os lotes sem ter a real posse do mesmo.

02 de Ago / 2017
O sonho de muitos brasileiros continua sendo a casa própria, o fato é que esse sonho torna-se mais distante com a especulação imobiliária, que afeta sempre os mais desfavorecidos.
Na cidade de Pires do Rio a realidade não é outra, e fica ainda mais difícil com a "farra" de distribuição de terrenos, invasões e doações indevidas. Essa semana nossa equipe teve acesso a documentos que apresenta dois lados muito triste dessa realidade piresina ocultada.
 
Primeira realidade — Reintegração de posse dos lotes da região do Dergo.



Foi emitido um documento de desapropriação de 18 moradores da Região do Dergo, o documento emitido pela AGETOP fundamenta que a prática adotada pelos requeridos demonstram a ilegalidade pois, foram invadidos os imóveis de propriedade dessa região, colocando em risco o patrimônio público. Os moradores do Dergo não tiveram apoio jurídico para resposta, no entanto, terão que desapropriar dos imóveis.

Segunda realidade- Doações de lotes para quem não precisa

Outra lei de 2016 onde o presidente da câmara na época "aprova e promunga" lei que autoriza a chefe do poder executivo desfetar área pública passando assim de bem de uso comum para a de bem dominial, lotes que foram destinados em sua maioria para pessoas com grande ligação com vereadores com "amigos e parentes" de irmão até uma criança são beneficiados, a lei em sí não tem legalidade tornando assim mais incômodo a sua execução. Todo cidadão tem o direito a cópia de qualquer projeto ou lei aprovada.

Além de toda essa problemática, ainda existem os falsários de terrenos, que vendem os lotes sem ter a real posse do mesmo.

   








Create Account



Log In Your Account