Em depoimento conta que o ambiente parecia um mini- manicômio, cadeado na geladeira, falta de iluminação, condições precárias para qualquer pessoa habitar.

07 de Mar / 2017

Na semana de carnaval, foi registrado em Pires do Rio uma denúncia anônima de cárcere privado, o ocorrido foi em uma residência localizada no centro da cidade de Pires do Rio envolvendo uma incapaz em posse de seu irmão, por aproximadamente 10 anos segundo investigação.  Após uma denúncia feita à Assessora de Assistência Social - Flávia Kalil que de imediato comunicou a Polícia Militar de Pires do Rio e, através do serviço de inteligência realizou um monitoramento na residência e posteriormente adentrou no local, constatou a veracidade do fato, acionando assim as viaturas em serviço e a equipe de assistência social, pois a vítima necessita de cuidados psicossocial.




 
 

Os órgãos CRAS e  CREAS obtiveram acesso ao local em que a vítima estava sendo mantida, e em depoimento conta que o ambiente parecia um mini- manicômio, cadeado na geladeira, falta de iluminação, condições precárias para qualquer pessoa habitar. A vitima foi encaminhada para o hospital municipal onde recebeu todo tratamento e apoio necessário. A equipe que atendeu a vítima relata que ela não responde pela idade que tem, e que existe a suspeita de agressão e abuso sexual.


 
 

O irmão que a mantinha em cárcere já está preso. As pessoas envolvidas nesse trabalho são creditadas abaixo:

Equipe da Polícia Militar: Ronan, Estrela, Tenente Dário.

Equipe do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social)  na pessoa da enfermeira Flávia Kalil e a Professora Jeruza.

Equipe do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) psicólogas Larissa, Lauriele e Ana Flávia.

Toda equipe médica do Hospital Municipal

Veja as fotos do local e assista abaixo um depoimento das equipes (CRAS/ CREAS) relatando a situação assistida:

 










Create Account



Log In Your Account