O promotor também comentou o caso em sua rede social

07 de Ago / 2018
O promotor de Justiça Tommaso Leonardi deu voz de prisão em flagrante, nesta terça-feira (7/8), a C. A. S. por injúria racial, cometida na sala e Secretaria do Fórum de Pires do Rio. Conhecido de um acusado em processo penal, C. injuriou uma testemunha do caso, chamando-a, por algumas vezes, de “neguinho folgado”, antes que ela entrasse na sala de audiência. A situação foi presenciada pelo promotor, que tomou a providência.
A conduta de C. A. S. está em investigação. O promotor verificou, ainda, que o autor do delito possui passagens pela prática de outros crimes na cidade. Tommaso Leonardi lembra que injúria racial é crime, previsto no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal, cabível de punição com três anos de reclusão. 



Em sua conta do Instagram, o Promotor Tommaso Leonardi também comentou o caso e citou Martin Luther King,  acesse o link. AQUI.

A atuação do Promotor em Pires do Rio vem sendo reconhecida e bem comentada por toda a região da estrada de ferro. 


Com Fontes e imágens: MPGO (Texto: Melissa Calaça – Estagiária da Assessoria de Comunicação Social do MP-GO – Supervisão: Ana Cristina Arruda)










Create Account



Log In Your Account