As negociações foram conduzidas tendo como base metodologia utilizada pelo Projeto Ser Natureza, instituído há nove anos pela instituição

06 de Out / 2017
Todos os nove proprietários rurais que integram a primeira etapa do Projeto Ser Natureza em Pires do Rio comprometeram-se a cumprir as atividades definidas para esta fase inicial de recuperação de nascentes do Córrego Laranjal, manancial de abastecimento do município. 




As reuniões com os proprietários aconteceram na sala de audiências do Fórum local, contando com a presença do promotor de Justiça Fabrício Roriz Hipólito, e das técnicas da Coordenadoria de Apoio à Atuação Extrajudicial (Caej) Adriane Chagas e Maria José Soares. Estiveram presentes ainda os parceiros do projeto no município: Instituto Federal Goiano (IFG), Saneago, Emater e a Secretaria de Meio Ambiente de Pires do Rio.

 
   
As negociações foram conduzidas tendo como base metodologia utilizada pelo Projeto Ser Natureza, instituído há nove anos pela instituição, além de métodos autocompositivos previstos na Resolução nº 118/2014 do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Nestes encontros, foram definidas as contrapartidas dos proprietários rurais para a execução das atividades de recuperação do manancial. A adesão de 100% dos fazendeiros permitirá a execução do plano de ação para o município, que compreende, nesta primeira fase, o cercamento e plantio de mudas em 17 nascentes. 
A partir de estudo prévio já realizado na área, foram apresentadas as medidas de recuperação necessária para cada uma das propriedades. Em seguida, os proprietários apresentaram as contribuições para as ações de recuperação. 

A confiança no projeto e o reconhecimento quanto à importância da atuação ambiental possibilitaram que um dos proprietários se comprometesse a cercar uma área maior do que a estipulada no projeto. Ele ainda arcará com a mão de obra total em sua propriedade. 


(Texto: Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação do MP-GO - fotos: Caej)








Create Account



Log In Your Account