Confira matéria na íntegra:

05 de Dez / 2018
A polêmica do décimo terceiro para agentes públicos retornou com tudo no município de Palmelo, tudo aconteceu depois do prefeito municipal Eladir de Paula Ribeiro (Didi) não cumprir o acordo firmado na primeira audiência de conciliação marcada pelo Juiz da Comarca de Santa Cruz, realizada no dia 22 de agosto de 2017. 
 
Os vereadores e ex- prefeitos entraram em ação contra o município para receber o décimo terceiro e realizaram o acordo no dia 22 de agosto de 2017 parcelado em 6 vezes sem atualização e juros, a primeira parcela começaria em 30 de outubro de 2017, o que não aconteceu. 



A prefeitura de Palmelo realizou um novo acordo com os vereadores da base para pagar o décimo terceiro, o que segundo os advogados de oposição não foi comunicado. 

A exemplo de outros casos semelhantes ao do município de Palmelo, outras cidades que encontravam-se inadimplentes quanto ao pagamento do décimo terceiro aos agentes públicos, estão realizando os pagamentos mesmo que de forma parcelada, fato que em Urutaí, a prefeitura que também realizou acordo de forma parcedada vem cumprindo com a obrigação. 

Os advogados dos vereadores e ex-prefeito que não receberam o décimo terceiro emitiram nota de esclarecimento conforme foto:

 
   

Nossa equipe entrou em contato com o Secretário de Obras e Finanças Sr. Euripedes Barsanulfo Dias que informou que o prefeito realmente realizou o primeiro acordo na intenção de sanar a situação, porem ao tomar conhecimento de que o município precisava de uma lei municipal que garantisse o décimo terceiro, a administração tomou conhecimento e recuou do acordo.

Ainda segundo Barsanulvo o Juiz marcou um segundo acordo no dia 27 de novembro de 2018 onde parte dos interessados compareceram na comarca. " O município está aberto ao diálogo e esperamos que tudo se resolva, temos algumas contas bloqueadas e precisamos pagar o solicitado" informou Barsanulfo por telefone. 








Create Account



Log In Your Account